quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Mais de super mario 3D land

Para darmos início a mais um novo ano, iremos trazer mais uma análise de um game para alguma plataforma da Nintendo. E desta vez, o jogo escolhido foi Super Mario 3D Land, para o mais recente portátil da empresa, oNintendo 3DS. Nesta mais nova aventura do ícone dos jogos de plataformas, Mario tem o dever não só de salvar a Princesa Peach de Bowser quanto também o papel fundamental que o efeito 3D pode trazer para uma jogabilidade bem trabalhada. Vale lembrar, que sua plataforma, o 3DS teve um começo turbulento e uma das principais causas foram os jogos que não utilizaram justamente os aspectos únicos do portátil.
Junto com a análise individual será postada também uma "análise coletiva" que será baseada em notas de 08 das mais diversas revistas e sites especializados em games ao redor do mundo, incluindo representantes da Europa, Japão, Estados Unidos e Brasil. Com essa análise você conhecerá os pontos fortes e fracos do game e verá se ele vale realmente a pena, ou se é melhor esperar um pouco mais por outro game.

Seria Mario o salvador da Nintendo?
Originalmente anunciado apenas como Super Mario na E3 2010, juntamente com outros grandes games como Kid Icarus e Metal Gear Solid 3, o novo game de plataforma para o até então recém-anunciadoNintendo 3DS mostravam Mario em um game típico de seu gênero, entretanto, com características tridimensionais da série Super Mario Galaxy doNintendo Wii, mas sem perder o seu caráter saudosistas de seus mais antigos games, comoSuper Mario Bros. do Nintendinho. Finalmente, o mês de Fevereiro de 2011 chega e o portátil da Nintendo é lançado. No entanto, o que antes a empresa acharia que seria um caminho fácil se tornou bastante amargo; vendas fracas e um começo relativamente morno levaram a Nintendo a diminuir o preço do aparelho em menos de 4 meses. Com isso, não só a empresa quanto sua plataforma se viram em aspectos negativos e a popularidade caiu.
No entanto, restava uma carta na manga da Nintendo, e esta seria a chave do ressurgimento de sua plataforma, foi assim que Super Mario 3D Land ganhou toda esta dimensão e quase que uma obrigatoriedade de mostrar todas as principais características do jovem portátil.
Neste contexto, Super Mario 3D Land é um daqueles jogos que você classificaria como perfeito não pelo que já conheçemos da franquia e sim pelas suas inovações. Neste título, tanto a jogabilidade quanto gráficos e o dimensionamento dos cenários são feitos de tal forma, que são realmente considerados exclusivos do portátil. Em outras palavras, este é o game que levaria o efeito 3D a um nível muito mais profundo de jogabilidade, passando de um simples enfeito para algo essencial na proposta do game.

Aprovado:
Finalmente um game que explore o efeito 3D do Nintendo "3D"S!
Uma das características fundamentais deste game é que pela primeira vez no portátil, o efeito 3D passa de um simples enfeito para algo fundamental na jogabilidade. Tivemos ótimos games com The Legend of Zelda: Ocarina of Time 3D, Star Fox 64 3D, Super Street Fighter IV entre outros. No entanto, estes games não foram produzidos exclusivamente para o portátil, já os que foram produzidos, como Dead or Alive: Dimensions e Resident Evil: The Mercenaries 3D não utilizavam de forma completamente estrutural o efeito especial do portátil. Neste título, essa função em especial ganha tamanha finalidade que tanto os gráficos quanto a jogabilidade em si, para serem melhor aproveitadas, é OBRIGATÓRIO a utilização do efeito tridimensional.

Não pense que é um jogo apenas para criança:
Super Mario 3D Land pode ser considerado um game fácil, inicialmente. Nesta aventura, que é relativamente curta, temos oito mundos dos mais variados e que em cada mundo há algo em torno de cinco ou seis fases. Nesta parte do game, o jogador não sentirá uma grande dificuldade de passar de fases, há menos que queira conquistar todas as moedas escondidas, o que exigirá um pouco mais de tempo. No entanto, quando a maioria pensava que o título seria apenas isso, estariam errados. Ao conquistar a primeira parte do game, você terá acesso a segunda e consideravelmente mais difícil parte do jogo. Com a possibilidade de usar Luigi, o irmão de Mario e a capacidade de se transformar em pedra com uma Super Leaf especial, o game ganha um caráter de dificuldade muito maior, com fases que com toda certeza, exigirão mais horas que a fase original.

Entre gráficos e nostalgia:
SM3DL pode ser considerado, além de um dos games que mais bem utiliza o efeito 3D, é o que possue um dos mais bonitos gráficos para o Nintendo 3DS. Para todos aqueles que ligarem o título a primeira vez, verão claramente semelhanças gráficas e técnicas com Super Mario Galaxy, do Nintendo Wii. Ambos possuem gráficos multicoloridos, arrojados e utilizam um grande potencial da plataforma. No entanto, a diferença entre os dois é que os dois Galaxy foram produzidos pensando em um novo conceito de jogabilidade, enquanto que 3D Land tenta trazer também, a proeza da nostalgia. Com cronometragem de tempo, a Super Leaf, power-up que dá a Mario a Tanooki Suit e o famoso mastro com bandeira foram retirados de um dos games mais conhecidos do encanador bigodudo, Super Mario Bros. do Nintendinho. Com isso, a maestria que a Nintendo consegue combinar ao mesmo tempo a nostalgia de Mario Bros e a inovação de Galaxy é excelente.

Velhos conhecidos retornam e novatos aparecem:
Como em qualquer game da franquia Mario do gênero plataforma, o que não pode faltar são os famosos power-ups, que dão tanto a Mario quanto a seu irmão, Luigi, a possibilidade de adquirir poderes especiais. Neste título, amigos inseparáveis da franquia aparecem de novo, como o Red Mushroom, a Fire Flower e a Rainbow Star. Além disso, como já foi dito nesta análise a algumas linhas acima, a Super Leaf retorna com seu poder irreverente de transformar Mario em um Tanooki, um animal muito parecido com um guaxinim. No entanto, um novo power-up aparece nesta nova aventura. Trata-se da Boomerang Flower; uma flor, acima como a Fire Flower, que dará a Mario a habilidade de atirar bumerangues, assim como os seus inimigos Boomerang Bros., e uma roupa especial chamada de Boomerang Suit.


Reprovado:
Giroscópio e Acelerômetro limitados:
Embora seja inegável a alta qualidade do título, algumas funcionalidades do Nintendo 3DSnão foram aproveitadas de uma boa forma. Uma das principais funções que sofreu com essa "falta de exploração" foi o Giroscópio. No título, a única funcionalidade permitida a esta função é quando o jogador quiser observar, através de um pequeno binóculo, que pode ser encontrado em pontos-chaves dos cenários, nada mais. Além disso, a Realidade Aumentada e o SpotPass não foram sequer utilizados.

Veredito:
Não pode faltar nem para quem não tem 3DS!!
Super Mario 3D Land, juntamente com Mario Kart 7 parecem ter sido os títulos que o Nintendo 3DS precisava para seguir o caminho de seu antecessor. Com o novo título de plataforma de Mario, temos praticamente uma mistura perfeita; o grafismo que lembra muito os belíssimos Galaxy 1 e 2, a jogabilidade dinâmica e convencional de Mario Bros., mas também algumas singularidades, como os desafios próprios e únicos do portátil, quanto também o seu efeito 3D, que, realmente, adicionará e muito na jogabilidade do título praticamente inteiro. Com praticamente nenhum problema que desmereça a alta qualidade, atrevo a dizer que se a Nintendo tivesse lançado ao menos esta dupla, ou simplesmente este game, nos meados de Fevereiro de 2011, quando foi lançado o seu portátil, a situação que se alongou por todo o primeiro semestre poderia ter sido completamente diferente. Em outras palavras, se você possui um Nintendo 3DS e não sabe o que comprar, tenha certeza, Super Mario 3D Land não pode faltar para ninguém, MESMO!!

Minha Opinião Pessoal:
Considero Super Mario 3D Land um jogo extremamente marcante para mim; não só pela sua qualidade e originalidade, como a sua junção do novo e do antigo de forma qua agrada tanto aos jogadores mais saudosistas, aqueles que viram o bigodudo "nascer" no NES quanto os mais jovens, que conheçem Mario no ambiente em 3D.Além disso, este título tem um pouco de especial mais para o lado pessoal, por que por este título fui em seu lançamento e peguei um autografo, foto e tudo que tive direito com o dublador do Mario, o grande Charles Martinet.Jogo totalmente inesquecivel para mim.


Análise de Sites e Revistas ao Redor do Mundo:

Famitsu: 38 de 40 (Excelente)
Eurogamer:9 de 10 (Excelente)
NGamer U.K: 90 de 100 (Excelente)
Official Nintendo Magazine U.K: 94 de 100 (Excelente)

Wii Brasil: 95 de 100 (Excelente)

Game Pro: 5 de 5 (Supremo)
IGN: 9,5 de 10 (Excelente)
Metacritic: 90 de 100 (Excelente)

Avaliação Individual Final:
95 de 100 (Excelente - Nível Super Folha)






Uma pequena opinião nossa...
Ao estar em binocúlos em ves de ser com setas ou o botão devia ser usado o giroscopio do console.

Nenhum comentário:

Postar um comentário